Pesquisa

Isolamento social: confira boas práticas para esse momento

isolamento social
02/06/2020
1 minuto de leitura

Desde fevereiro de 2020, quando foi notificado o primeiro caso de coronavírus no Brasil, o isolamento social passou a fazer parte do dia a dia das pessoas em uma tentativa de frear a disseminação do COVID-19 no país.

A doença, que até o momento afetou quase 400 mil brasileiros, demora em média 5 dias para se manifestar. Os sintomas duram em torno de 10 dias, período em que o portador pode transmitir o vírus. Por esse motivo, a quarentena dura 14 dias.

Este artigo vai contar um pouco mais sobre a importância de seguir o isolamento corretamente, a diferença entre os termos relacionados ao distanciamento social e trazer algumas dicas para enfrentar a situação com mais tranquilidade. Acompanhe e saiba mais!

A importância de seguir o isolamento social

O isolamento social é uma das maneiras mais efetivas para controlar a pandemia causada pelo coronavírus. Isso porque o COVID-19 é uma doença de alto poder de propagação, se espalhando principalmente entre pessoas que estão em contato próximo e por um período prolongado.

Quando uma pessoa infectada espirra, tosse ou fala, gotículas são lançadas no ar e podem atingir nariz, olhos e bocas de pessoas próximas. Também é possível se infectar entrando em contato com o vírus que está em uma superfície ou objeto após ter sido tocado por um infectado. Por isso, lavar as mãos antes de tocar o próprio rosto é fundamental.

Outro problema relacionado à propagação do COVID-19 é o tempo de sobrevivência do vírus, que é bastante alto. O toque em uma superfície infectada, mesmo após horas, pode favorecer o adoecimento. Portanto, é correto afirmar que o isolamento social ajuda a limitar as oportunidades de contato com pessoas infectadas ou superfícies contaminadas fora de casa.

Preocupações provocadas pelo isolamento social

A falta de convívio social pode aumentar o estresse e potencializar os sintomas de ansiedade e depressão. O período vem acompanhado do medo e de incertezas sobre o futuro, por isso é importante ter uma atenção especial com a saúde mental.

Autoridades do mundo todo estão trabalhando juntas para que o problema seja resolvido o mais rápido possível e a sociedade volte a sua rotina normal. Em muitas cidades, já é permitido circular nas ruas e no comércio, desde que sejam tomados os devidos cuidados. A situação demanda atitudes efetivas tanto de agentes políticos quanto da sociedade para que seja contornada da forma mais segura e benéfica.

Impactos causados pelo isolamento social

Embora os veículos de imprensa noticiem com frequência as questões relacionadas à quarentena e ao isolamento social, é importante conhecer a diferença entre os termos. Os impactos do isolamento estão diretamente relacionados aos termos e aos seus significados. Conheça cada um deles.

Isolamento social

Trata-se de uma prática que visa diminuir a interação física com outras pessoas e, com isso, a propagação do vírus. No entanto, não significa ficar em casa o dia todo. A realização de atividades essenciais, como ir à farmácia, ainda é permitida, mas os indivíduos devem manter no mínimo 2 metros de distância uns dos outros e utilizar máscaras de proteção.

Lock down

Também chamado de confinamento, é uma medida aplicada pelos governantes para diminuir o fluxo de pessoas nas ruas. A medida, considerada extrema, é tomada para garantir a segurança da população e principalmente dos grupos de risco: pessoas que passaram dos 60 anos, quem sofre de algum problema respiratório e portadores do diabetes.

Esse bloqueio pode incluir a interrupção do transporte público, fechamento do comércio e o monitoramento do movimento de pessoas, com o objetivo de rastrear a disseminação do COVID-19.

Isolamento

O isolamento é recomendado para aqueles que foram diagnosticados com COVID-19 e pode ser realizado em casa ou no hospital. Para essas pessoas, recomenda-se entrar em contato apenas com a equipe médica. Se o infectado divide a casa com outras pessoas, os profissionais da saúde vão orientar adequadamente sobre como realizar o distanciamento.

Quarentena

É o termo correto a ser utilizado para pessoas que podem ter entrado em contato com quem testou positivo para o COVID-19 e devem se manter isoladas por 14 dias. O principal objetivo da quarentena é esperar que os sintomas apareçam sem dar a oportunidade para a transmissão do vírus. Algumas pessoas são assintomáticas, por isso a quarentena deve ser realizada com responsabilidade.

Melhores práticas para se manter em isolamento social

isolamento social

O coronavírus é assunto sério e o isolamento social deve ser respeitado, principalmente pelos grupos de risco. Para muitas pessoas, ficar em casa pode ser desafiador. Pensando nisso, trouxemos algumas dicas que vão ajudar a enfrentar esse período com mais leveza:

  • mantenha contato com as pessoas que você gosta por meio do telefone ou aplicativos de troca de mensagens instantâneas;
  • se algum familiar ou amigo também está em isolamento e mora sozinho, procurem enfrentar o período juntos, na mesma casa;
  • faça um perfil nas redes sociais e procure por grupos on-line de pessoas que tenham a mesma faixa etária, profissão, realizam as mesmas atividades ou tenham os mesmos interesses que você;
  • caso more em uma casa, não deixe de ir até a varanda ou andar pela garagem, fazendo as curtas caminhadas dentro do próprio terreno ou outras atividades físicas de que seu corpo precisa;
  • se mora em apartamento, vá até a sacada ou janelas para tomar um pouco de sol;
  • aproveite os diversos cursos gratuitos disponíveis na internet e estude, afinal sempre é tempo de aprender;
  • fique longe dos programas de televisão e rádio que focam em más notícias. É importante se manter atualizado, mas procure não consumir informações ruins em excesso;
  • assista a vídeos sobre meditação e yoga e tente praticar. É importante adquirir hábitos saudáveis para o corpo e a mente;
  • compre pela internet. Jogos de tabuleiro, livros, materiais de pintura etc. podem ser adquiridos em lojas on-line. Se não tiver o hábito de fazer compras virtuais, peça ajuda a um familiar ou amigo;
  • ensine seus familiares a cozinhar;
  • adote um animalzinho de estimação. Um gatinho ou cachorro pode ser uma ótima companhia para o momento e muitos grupos de proteção fazem doações de animais já vacinados e castrados.

O isolamento social deve ser levado a sério, mas não esqueça de que ainda estamos todos conectados. Embora ficar em casa seja recomendado, ainda é possível se manter ativo e em contato com os entes queridos. Lembre-se de que a pandemia vai passar!

Gostou deste post? Agora, descubra como a compulsão alimentar pode ser um problema na quarentena.

Powered by Rock Convert
Tags: , ,

Compartilhe:

“A Nova Idade não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos frequentadores do portal. A Nova Idade repudia qualquer forma de manifestação com conteúdo discriminatório ou preconceituoso.”

Você pode se interessar também:

  Desenvolvido por Ventron