Pesquisa

Os principais cuidados com a alimentação para pessoas com diabetes

alimentação para quem tem diabetes: homem da nova idade escolhendo verduras em mercado
11/11/2019
3 minutos de leitura

No início, o diabetes é assintomático. Por isso, a realização de exames periódicos e o cuidado com a alimentação ajudam muito no tratamento. Tendo isso em vista, estar atento às recomendações sobre alimentação para pessoas com diabetes é essencial à manutenção da saúde. Mesmo que nenhum alimento tenha potencial para fazer milagres, priorizar uma dieta saudável e incluir alguns nutrientes específicos pode auxiliar bastante no controle desse problema.

Se você está em busca de dicas e sugestões sobre a dieta mais adequada para pessoas com diabetes, este artigo foi escrito para você! Confira, então, as causas do diabetes, quais alimentos são mais indicados e os que não são recomendados para consumo.

Entenda, também, como alguns grupos de nutrientes podem impactar positivamente a alimentação para pessoas com diabetes e, assim, minimizar os sintomas e melhorar a qualidade de vida. Acompanhe!

Entenda o que é diabetes

Os carboidratos (açúcares) são alimentos utilizados no organismo como fonte de energia. A glicose (carboidrato simples) é rapidamente absorvida e, por isso, tem ação imediata. Em condições normais, a presença de glicose no sangue faz com que o corpo produza insulina, um hormônio produzido no pâncreas.

O aumento da glicemia no sangue é rapidamente corrigido pela ação da insulina, cuja função é levar este açúcar para dentro da célula para ser usado como fonte de energia. O aumento da glicemia no sangue (hiperglicemia) traz consequências metabólicas imediatas. No futuro, pode elevar o risco de complicações por lesões de vasos e nervos, que podem atingir o coração (infarto), cérebro (AVC), pernas (artérias), rins, retina (olhos), etc.

O Diabetes mellitus (ou simplesmente diabetes), é uma endocrinopatia. Ou seja, é uma doença causada pela redução da ação de um hormônio produzido no pâncreas, chamado de insulina.

Nos últimos anos, o diabetes foi incluído entre as doenças metabólicas mais preocupantes do país. Mediante estudos e análise da dinâmica da doença, o Ministério da Saúde divulgou que os casos confirmados estão aumentando e que já atinge 9% da nossa população.

Há vários tipos de diabetes. Os mais comuns são o do tipo 1, no qual a pessoa não produz insulina e, por isso, precisa tomar diariamente injeções desse hormônio. Há também o tipo 2, em que há resistência a ação da insulina e é mais comum entre os adultos. E ssa doença está relacionada com muitos fatores. Os mais importantes são: hereditariedade, obesidade e sedentarismo.

Para reduzir os impactos do diabetes, há necessidade do uso de medicamentos, mudanças de hábitos (alimentação balanceada e atividade física) e adequação a um melhor qualidade de vida.

Conheça os benefícios do consumo de 15 alimentos para pessoas diabéticas

alimentação para quem tem diabetes: cesta de alimentos saudáveis

Um dos principais cuidados com a dieta para pessoas com diabetes é em relação ao impacto da glicose sobre o organismo. O portador de diabetes costuma ter dificuldade com o metabolismo desse nutriente. Assim, uma boa sugestão é consumir alimentos com baixo índice glicêmico. Esse índice — que varia conforme a natureza do alimento — controla a velocidade de absorção da glicose pelo organismo.

Para evitar que o açúcar fique em quantidades muito altas no sangue, é preciso ter atenção ao consumo de certos alimentos. Entretanto, vale lembrar que o ideal é realizar uma dieta acompanhada por um profissional qualificado e seguir as orientações mais adequadas a cada caso.

Em todo plano alimentar, é necessário equilibrar a oferta de nutrientes e observar critérios como o peso, os níveis glicêmicos, o índice de colesterol e outros fatores que também influenciam o controle do diabetes.

Para ter mais saúde, bem-estar e conviver melhor com essa condição, a dieta deve levar em consideração as preferências alimentares do paciente. Como o fator emocional condiciona as reações fisiológicas, algumas recomendações nem sempre são válidas para todos. Por isso, o acompanhamento profissional é indispensável à adequação da alimentação para quem tem diabetes.

De toda forma, o conhecimento sobre a função dos nutrientes e a adoção de bons hábitos alimentares ajudam no controle do diabetes. Tendo isso em vista, listamos alguns grupos de alimentos importantes e que influenciam bastante a dinâmica da doença. Veja quais são!

Alimentos que podem ser consumidos pelas pessoas com diabetes

Há alguns alimentos que oferecem mais saúde e bem-estar para pessoas com diabetes. Confira:

  1. frutas cítricas: dê preferência às frutas que tenham menos teor de açúcar. Abacaxi, goiaba, kiwi, maçã e maracujá são as mais indicadas;
  2. leguminosas: feijão, ervilha, lentilha, grão de bico e soja são boas opções porque são ricas em fibras, substâncias que auxiliam as funções intestinais;
  3. grãos integrais: linhaça e chia, por exemplo, têm fibras solúveis e retardam a absorção da glicose;
  4. pão integral: os pães e biscoitos integrais têm menor índice glicêmico e aumentam a sensação de saciedade.

Alimentos que auxiliam no controle da doença

Alguns nutrientes precisam ser incluídos na alimentação para quem tem diabetes. Os alimentos naturais integrais e com alto teor de fibras são fundamentais ao controle da absorção da glicose. Outros que também ajudam a reduzir os efeitos do diabetes são:

  1. abacate: ajuda a controlar o diabetes por ter um alto índice de gorduras monoinsaturadas e poli-insaturadas, que são consideradas boas para a saúde;
  2. nozes, amêndoas e castanhas: são ricas em magnésio, fortalecem a ação da insulina e reduzem o risco de doenças do coração;
  3. aveia: contém muitos minerais, fibras solúveis e ajuda a reduzir os picos de glicose no sangue;
  4. farinhas funcionais: atuam na regulação dos níveis de insulina. As mais comuns são as de berinjela, coco, amora e banana verde.

Alimentos que não devem ser consumidos

Alguns grupos de alimentos são prejudiciais ao paciente com diabetes e, por isso, precisam ser evitados ou controlados ao máximo. Os mais comuns são:

  1. açúcar e mel: não são recomendados, uma vez que têm índice glicêmico muito alto e descontrolam os níveis dos outros hormônios envolvidos na doença;
  2. farinha branca: as massas compostas por farinha branca são rapidamente transformadas em açúcares, que se acumulam no sangue e pioram os sintomas;
  3. raízes e tubérculos: batata, beterraba e mandioca, por exemplo, pertencem a esse grupo. Devem ser evitadas porque são extremamente calóricas e têm alto índice glicêmico;
  4. sucos e chás com açúcar: alguns tipos de chás e de sucos, mesmo naturais, não devem ser consumidos porque, como são líquidos, a glicose entra muito mais rápido no sangue;
  5. refrigerantes: exceto os diets, todos os refrigerantes têm açúcar e calorias em excesso;
  6. alimentos com gordura saturada: devido à relação do diabetes com as doenças cardiovasculares, é bom evitar carnes vermelhas, alimentos processados, queijos e manteiga;
  7. sódio: o excesso de sódio (sal) é prejudicial, pois faz aumentar a pressão arterial. A pressão alta acentua os riscos para infarto e outras doenças cardíacas.

Como vimos, é preciso ter cuidado com a alimentação para quem tem diabetes. Como os produtos que contêm carboidratos se transformam rapidamente em açúcar depois de ingeridos, o ideal é substitui-los. Assim, a adequação a uma dieta mais saudável torna-se essencial ao controle da doença e à melhor qualidade de vida.

Gostou deste artigo? Compartilhe-o em suas redes sociais para que seus contatos também conheçam as nossas dicas de saúde!

Powered by Rock Convert

Colaboram neste artigo:

Dr. Odair Albano
Clínico
CRM-SP 31101

Você pode se interessar também:

  Desenvolvido por Ventron