Pesquisa

Turismo na terceira idade: saiba como planejar viagem e conhecer novos lugares

turismo na terceira idade
09/09/2020
1 minuto de leitura

O turismo na terceira idade tem sido cada vez mais procurado. Afinal, essa é uma fase ideal para relaxar, conhecer novos lugares e viver momentos inesquecíveis ao lado da família e de todos os entes queridos.

Muitas pessoas, ao passarem dos 60 anos, decidem aproveitar o tempo livre e um conjunto de outros fatores que tornam essa época da vida propícia para viajar e vivenciar novas experiências, como a aposentadoria, os filhos crescidos e os descontos em viagens intermunicipais de ônibus.

E é por isso que resolvemos montar este guia para que você possa planejar ótimas viagens agora na nova idade e se divertir muito em diferentes lugares. Acompanhe e se inspire!

Quais são os benefícios de viajar na nova idade?

Ao contrário do que pareça, a nova idade pode sim oferecer inúmeros benefícios que favorecem uma viagem tranquila, prazerosa e confortável. Além do mais, essa é uma oportunidade ótima para sair da rotina e recarregar as energias.

A seguir, confira quais são os maiores benefícios de viajar na terceira idade!

Preencher o tempo livre

Pessoas que costumam ser mais agitadas, ao chegarem na aposentadoria e não terem mais que trabalhar, podem se sentir mais desconfortáveis com o tempo livre. Desse modo, por que não aproveitar e fazer uma viagem para se ocupar?

O fato de não ter mais que trabalhar ou cuidar dos filhos contribui muito para que se possa viajar fora da alta temporada. Com isso, é possível economizar com passagens, hospedagem e atividades em cidades turísticas.

Fortalecer a saúde mental

E que tal aproveitar os novos ares para colocar os pensamentos em ordem? Com o tempo, a rotina pode se tornar algo maçante e afetar o nosso emocional. Por isso, quebrar o ciclo e fazer algo novo, como uma viagem, pode ser tudo o que você está precisando para fortalecer a sua saúde mental, autoestima e autoconfiança.

Criar memórias incríveis

Uma viagem, na maioria das vezes, é construtiva, relaxante e divertida. Tudo isso faz com que seja possível criar ótimas lembranças desses dias, seja com a sua família ou até mesmo sozinho. Além disso, essa pode ser uma forma de quebrar a ideia de que o envelhecimento está sempre associado à falta de memória — afinal, esses novos momentos servem também para deixar o cérebro mais ativo.

Aumentar o ciclo social

Seja viajando em grupo ou conhecendo gente no destino, uma viagem pode até mesmo aumentar o seu ciclo de amizades. Além de conhecer culturas diferentes, estar em um lugar novo proporciona a oportunidade de entrar em contato com outras pessoas e compartilhar histórias incríveis.

Realizar um sonho

Sabe aquele lugar que você sempre se quis visitar, mas nunca teve a oportunidade e foi adiando aos poucos? O que lhe impede de, finalmente, conhecê-lo agora? Encare como uma chance de concretizar um sonho e se sentir mais realizado.

Aproveitar os descontos

De acordo com o Estatuto do Idoso, ônibus, trens ou demais transportes públicos têm a obrigação de conceder a gratuidade na viagem interestadual de pessoas acima de 60 anos, de acordo com algumas regras.

Desse modo, caso você esteja com vontade de viajar, mas queira economizar com passagens, essa pode ser uma ótima vantagem. No entanto, lembre-se de consultar o regulamento e entrar em contato com a operadora de viagem, pois existem algumas limitações.

Como planejar uma viagem da melhor forma?

Para desfrutar de um bom passeio, nada melhor que fazer um planejamento de como serão esses dias fora de casa. Para isso, separamos algumas dicas ótimas para você ficar por dentro. Confira!

Defina bem o roteiro

A princípio, pense no local para onde você pretende ir. A partir disso, tenha em mente o que deseja fazer, por quanto tempo vai ficar, quais tipos de hospedagem e meio de transporte são mais adequados, onde ficam os pontos turísticos locais, entre outras questões. Com essas informações predefinidas, é possível calcular o orçamento e dar início ao roteiro de viagem.

Contudo, para construir um roteiro que atenda às suas expectativas, é importante fazer uma boa pesquisa. Além disso, você pode procurar a ajuda de uma agência de viagens para ajudar nessa tarefa e deixar tudo mais fácil para a sua aventura.

Providencie os documentos necessários

Com o destino e roteiro definidos, selecione os documentos que serão necessários para fazer a viagem sem transtornos. Por exemplo, caso você tenha planejado ir para o exterior, procure saber quanto ao tipo de visto necessário (e se é obrigatório no país escolhido), os seguro-viagens e providencie o seu passaporte.

Ademais, alguns países requerem algum tipo de vacinação, principalmente em períodos em que há surtos epidêmicos. Desse modo, busque se informar e garantir essa proteção à saúde, assim como o comprovante da vacina para apresentar, se for solicitado.

Além disso, há os documentos básicos que não podem faltar em nenhum passeio, seja dentro ou fora do país, como é o caso do documento de identidade e CPF. Outros itens que podem ser necessários também são os cartões de crédito e carteira do SUS (ou de plano de saúde).

Escolha o meio de transporte mais adequado

Assim que você fizer a decisão sobre o destino, é importante pensar no trajeto. Para isso, considere qual meio de transporte é o mais adequado às suas necessidades, a distância até o local e orçamento.

Uma viagem do sudeste para o nordeste, por exemplo, pode ser feita de ônibus. Entretanto, o trajeto é longo e isso implicaria em várias horas na mesma posição, sem muita opção de alongamento do corpo. Desse modo, desembolsar um pouco mais para pagar uma passagem de avião, encurtar o tempo de duração e garantir mais conforto seria uma ideia mais satisfatória.

O mesmo vale para viagens mais curtas e próximas do local onde você mora. Nesse caso, a dúvida seria entre pegar um ônibus ou ir com o próprio carro. Apesar de a segunda opção ser mais confortável e oferecer a possibilidade de conduzir o passeio da forma que desejar, os custos com combustíveis, pedágios e até mesmo reparos, se necessário, podem ser mais altos.

Sendo assim, pondere sobre quais vantagens cada meio de transporte oferece e veja qual será o que melhor atenderá à demanda de sua viagem. Além do mais, vale a pena pesquisar sobre qual veículo os turistas mais costumam optar ou até mesmo pedir a opinião de algum conhecido que já fez a viagem.

Faça as reservas no hotel

Atualmente, existem diversos tipos de hospedagens possíveis, como hotel, pousada, casa de aluguel, hostel, resort e várias plataformas online. Nesse caso, vale a pena ponderar sobre as diferenças entre cada um deles e verificar qual é capaz de oferecer mais segurança, conforto e demais benefícios.

Depois de selecionada a modalidade de hospedagem, chega a hora de fazer as reservas. Para isso, você pode apostar em meios de contato diretos, como telefone e e-mail, sites da empresa ou até mesmo ferramentas de reservas online.

Monte um cronograma de atividades

Com todas as prioridades planejadas, é possível pensar no que você realmente vai fazer durante a viagem. Nesse momento, é interessante montar uma lista de interesses em pontos turísticos, parques, museus, estabelecimentos, restaurantes etc.

Depois disso, confira o horário de atendimento de cada um deles e faça um cronograma com os locais em que será possível visitar durante a sua estadia. No entanto, não se esqueça de reservar um tempo para descansar e sobrar energias para curtir toda a viagem.

Cheque a acessibilidade e outros detalhes das atividades

A acessibilidade também é um ponto de grande importância para levar em consideração na hora de escolher tanto o destino quanto as atividades para e fazer. Por exemplo, caso você tenha problemas na coluna, talvez não seja uma boa ideia procurar locais de grande altitude, nos quais é necessário subir ladeiras ou coisas muito altas.

Sendo assim, considere as suas necessidades e selecione apenas atividades e locais que são capazes de atendê-las, a fim de colocar a sua saúde em primeiro lugar. Desse modo, você não passa por nenhum desconforto durante a viagem e consegue aproveitar bem mais.

Faça um check-up médico antecipadamente

Antes de viajar, também vale a pena fazer um check-up médico apenas para confirmar que tudo anda bem. Isso vai lhe dar mais confiança para curtir o momento e realizar as atividades sem receio.

Sem contar que fazer exames de rotina é importante para qualquer pessoa e é de grande utilidade para evitar complicações na saúde.

Leve todas as receitas de remédio

Outro ponto importante é levar consigo as receitas das suas medicações de uso contínuo. Dessa maneira, caso aconteça algum imprevisto, você tem a possibilidade de ir à farmácia e comprar novamente o remédio, sem correr o risco de interromper o consumo.

Planeje uma alimentação saudável

Não é porque você vai ter alguns dias de folga da rotina que deve deixar os cuidados com a alimentação de lado. Cuidar da dieta é fundamental para tratar doenças crônicas (como obesidade, diabetes, hipertensão ou alto colesterol), assim como ajuda a evitar que você passe mal durante a viagem por intoxicação alimentar ou exageros.

Desse modo, fique de olho no que você consome, faça as suas refeições regularmente, coma apenas em restaurantes e lanchonetes bem avaliados, beba água constantemente, leve lanches quando passar muito tempo na rua e sempre prefira os alimentos frescos. Lembre-se de que experimentar a culinária local é uma boa ideia, desde que não comprometa a sua saúde.

Confira cada detalhe

Por fim, nas semanas que antecedem a viagem, certifique-se de que está tudo certo para o passeio. Lembre-se de conferir se a sua operadora tem sinal no local, se é possível usar o 4G na impossibilidade de aproveitar o WiFi, se passam táxis com frequência no horário em que você deve chegar ao destino, entre outros pontos. Inclusive, vale a pena avaliar a possibilidade de contratar um seguro viagem para cobrir algum imprevisto e lhe proporcionar maior segurança.

Como escolher o local ideal?

turismo na terceira idade

Quando dizem que o mundo é pequeno, certamente não consideraram que existem um total de 193 países (segundo a Organização das Nações Unidas) e que, dentro dessas nações, são inúmeras cidades e regiões que têm algo a oferecer. Por isso, escolher um destino para a sua viagem não parece ser tão fácil, principalmente considerando essa enorme gama de opções.

Desse modo, se você ainda não tem um local dos sonhos para visitar ou está em dúvida entre dois ou mais destinos, aqui vão algumas dicas para considerar antes de tomar a decisão!

Pense no clima

Você é o tipo de pessoa que sempre sonhou em ver neve ou não abre mão de tomar um sol? Levar essa característica em consideração é importante para que você saiba o que quer durante uma viagem.

Por exemplo, dentro do Brasil, as regiões no Norte e Nordeste têm praias paradisíacas e apresentam altas temperaturas por quase todo o ano. Já algumas cidades do Sul, especialmente durante o inverno, podem chegar a graus negativos em alguns anos.

O mesmo vale para pensar em uma viagem internacional. Países do Hemisfério Norte, durante os meses de dezembro e fevereiro, apresentam temperaturas mais baixas, enquanto os do Sul têm as estações semelhantes às do Brasil.

Entenda as suas preferências

Saber se prefere calor ou frio não é o suficiente para fazer a sua escolha. Para isso, também é necessário decidir o tipo de lugar que você mais deseja visitar. Para exemplificar, tente pensar em uma cidade do interior, afastada de toda a movimentação, repleta de oportunidades para ter contato com a natureza. Isso faz com que você se sinta motivado a conhecer o local?

Ou então, tente imaginar uma brisa fresca, no fim de tarde, e o som de mar ao fundo, enquanto caminha pelas areias da praia. É isso que faz com que você fique mais animado? Talvez você ainda se empolgue com a possibilidade de visitar edifícios, museus e tudo o que uma cidade metropolitana pode oferecer.

Em alguns destinos, é possível unir algumas dessas características, como acontece no Rio de Janeiro — apesar de ser uma cidade litorânea, ainda tem bastante movimentação e é um dos maiores centros do Brasil. Dessa maneira, tente ver qual estilo combina com a sua personalidade e se sinta confiante para tomar a decisão.

Faça muitas pesquisas

Não se esqueça de pesquisar o máximo possível antes de iniciar o planejamento. Seja um destino tradicional ou um local mais inusitado, saber como é a cidade e as suas principais atrações é uma ótima maneira de ter a certeza de que essa é a viagem ideal. Para isso, nada melhor que acompanhar blogs, assistir a vídeos e ler comentários de pessoas que já visitaram esse lugar anteriormente.

Assim, além de você já conseguir algumas dicas de viagem, de locais para visitar ou até mesmo restaurantes para conhecer, ainda é possível mensurar se essa escolha realmente atende às suas expectativas.

Considere a distância

Se você é uma pessoa mais agitada e não tem muita paciência de ficar por muitas horas em um meio de transporte, seja ele um carro, ônibus ou avião, talvez seja uma boa ideia fazer uma viagem para um local mais próximo de sua casa. Dessa maneira, você não se sente desconfortável durante o trajeto, nem perde a oportunidade de conhecer um lugar novo.

Mas se o seu sonho é atravessar o mundo ou não se incomoda de ir a um destino mais distante, aposte na criatividade para pensar no local adequado. Além disso, considere também fazer escalas e avalie a oportunidade de conhecer mais de uma cidade em uma única viagem.

Priorize a sua saúde

A escolha do local precisa ser compatível com a sua saúde e não deve causar nenhuma interferência ruim. Por exemplo, se você apresenta problemas de pressão arterial, é interessante confirmar com o seu médico se não há nenhum risco ao visitar pontos turísticos localizados em grandes altitudes, como é o caso de regiões com cordilheiras.

Cidades com o clima muito seco também pode incomodar bastante as pessoas que têm doenças respiratórias. Desse modo, vale a pena pesquisar as características geográficas da região e saber se não existe nenhum fator que possa lhe causar desconforto nesse quesito.

Como arrumar a mala?

Por fim, a etapa que para alguns é excitante, enquanto que para outros se parece mais com um pesadelo. Fazer com que tudo caiba na bagagem, sem se esquecer de nada que possa ser relevante, em alguns casos, é uma tarefa bem difícil.

Pensando nisso, veja, a seguir, algumas dicas para montar uma mala com tudo o que você pode precisar, sem exageros, para curtir o turismo na terceira idade.

Considere a duração da viagem

Para começar, é interessante pensar no período em que você estará viajando. Com isso, dá para mensurar a quantidade de roupas e sapatos que serão necessários. No entanto, para evitar carregar uma bagagem muito grande ou pesada, lembre-se de que é possível repetir algumas peças e, dessa maneira, economizar no que é preciso levar.

Conheça os serviços de hotel

Boa parte dos hotéis disponibilizam itens de higiene e limpeza aos seus hóspedes. Dessa maneira, não há a necessidade de ocupar a sua mala com essas peças. Por isso, tente se certificar de que esses serviços são oferecidos, assim como vale a pena confirmar se toalhas, travesseiros e cobertores — itens fundamentais para uma boa noite de sono — à sua disposição durante a hospedagem.

Além disso, se você optar pelo aluguel de uma casa de temporada, pode encontrar nesses locais máquinas de lavar roupas. Essa é uma facilidade ainda maior para quem deseja levar pouca bagagem. Na falta desse aparelho, considere contar com a ajuda de lojas especializadas para essa finalidade.

Saiba qual é a estação e o clima predominante

Se você está fazendo uma viagem para uma região conhecida pelas suas altas temperaturas e ainda durante o verão, pode ser desnecessário ocupar a bagagem com uma jaqueta que faz muito volume, por exemplo. Para se preparar para imprevistos, um casaco fino talvez seja o suficiente. Caso contrário, há sempre a possibilidade de comprar algo no local, assim você ainda garante um presente de recordação.

Portanto, sempre considere a estação vigente no mês em que você estará viajando e o clima que predomina na região para selecionar as peças adequadas. Contudo, ainda assim é interessante levar algo para ficar mais seguro diante de imprevistos, desde que não exagere e que caiba na mala sem aumentar o seu peso.

Confira a previsão do tempo

Dias antes de viajar, é possível consultar a previsão do tempo na cidade durante os dias em que você fará a visita. Assim, você já sabe quais roupas vai precisar, se é necessário levar capa de chuva ou guarda-chuva, entre outros detalhes.

Lembre-se das atividades que pretende realizar

Para selecionar apenas as peças ideais, é importante considerar as atividades que você planejou em seu cronograma. Vamos supor que você pretenda fazer uma trilha. Nesse caso, levar calças compridas e confortáveis, sapatos fechados e repelente é fundamental para a sua proteção.

Não deixe de reservar um espaço por cima da mala ou levar uma bolsa menor para colocar os itens que você precisará com mais frequência, como documentos, remédios, carteira, garrafa de água, entre outros.

Verifique as políticas de bagagem

Por fim, mas não menos importante, é imprescindível ver com a companhia de viagem quais são as restrições e regras para bagagem. Se for de avião, por exemplo, não será possível levar objetos cortantes na mala de mão e, às vezes, a quantidade de líquidos será bastante limitada.

Além disso, algumas companhias aéreas ou mesmo o transporte terrestre limitam o tamanho da bagagem por passageiros. Confira essas informações no momento da compra da passagem para não passar aperto na viagem!

Agora que você já sabe o que pode fazer para planejar a viagem dos seus sonhos e conhecer novos lugares, o que está esperando para dar início aos preparativos, chamar a família e começar a pesquisar os destinos mais divertidos?

Caso você tenha interesse, é possível também se juntar com conhecidos e procurar por agências que fecham um pacote de excursão do jeito que vocês desejam, atendendo aos pontos turísticos e atividades que acham indispensáveis. Assim, você tem algo a menos para se preocupar e pode aproveitar mais a estadia, sem contar que ainda faz amizades ou cria laços fortes com os colegas.

Viu só como o turismo na terceira idade é totalmente viável e, além do mais, uma ideia ótima para recarregar as energias e recuperar o bem-estar e qualidade de vida? Lembre-se de que a nova idade é uma fase propícia para desfrutar das melhores coisas da vida e ainda vivenciar momentos que você sempre sonhou, produzindo memórias incríveis. Livre-se dos seus medos, pesquise sobre as possibilidades e não deixe de aproveitar os benefícios de viajar após os 60 anos.

O que achou deste post? Sabe o que mais é fundamental para se fazer durante a nova idade? Exercícios físicos! Confira os benefícios de praticar uma atividade regularmente!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Tags: , , , ,

Compartilhe:

“A Nova Idade não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos frequentadores do portal. A Nova Idade repudia qualquer forma de manifestação com conteúdo discriminatório ou preconceituoso.”

Você pode se interessar também:

  Desenvolvido por Ventron