Pesquisa

Empréstimo financeiro: confira 5 dicas para usar esse recurso sem se endividar

empréstimo financeiro
21/05/2020
1 minuto de leitura

Muitos aposentados e pensionistas costumam recorrer ao empréstimo financeiro como uma alternativa para aliviar a situação e solucionar dívidas atrasadas. No entanto, é preciso estar atento aos riscos que envolvem essa prática para não cair em certas armadilhas e se endividar ainda mais.

Tendo isso em vista, apontaremos alguns cuidados que devem ser tomados para evitar problemas mais sérios com esse tipo de procedimento. Entenda as razões que tornam os idosos tão cobiçados pelos bancos e instituições financeiras na hora de conceder empréstimos. Confira, também, a importância de um planejamento financeiro e o que precisa ser considerado antes de contratar um empréstimo. Vamos lá?

Por que os idosos são cobiçados pelos bancos para empréstimo financeiro?

A certeza da quitação das parcelas é a maior motivação para o assédio aos pensionistas do INSS pelas instituições financeiras. Elas oferecem empréstimos nas ruas, nas casas, por telefone e utilizam diferentes formas para aliciar esse grupo. Devido à facilidade de contratação e a falsa oferta de juros baixos, muitos idosos se tornam vítimas de golpes ou de negociações duvidosas.

A parcela do empréstimo é descontada diretamente na folha de pagamento, esse tipo de negociação é chamada de empréstimo consignado. Além da oferta de valor em dinheiro, os bancos também oferecem cartão de crédito consignado, o que exige bastante cuidado e análise antes de aceitar essas propostas devido ao juro embutido nas faturas.

Outro fator que requer muita atenção são os riscos do “roubo” de informações pessoais por meio de hackers ou de aplicativos próprios para essa finalidade. A correta proteção dos dados e o não compartilhamento de informações sigilosas pela Internet pode evitar fraudes. Mesmo sendo ilegal, os bancos acessam dados de pensionistas do INSS para bombardeá-los com propostas de empréstimos consignados.

Portanto, se você é responsável por algum familiar com mais de 60 anos e beneficiário da previdência, o ideal é estar atento aos riscos que os empréstimos financeiros podem trazer. A atenção a esses detalhes pode inibir problemas futuros e contribuir para um envelhecimento mais saudável e tranquilo.

O que considerar antes de contratar um empréstimo?

Destacaremos 5 pontos que devem ser considerados antes da assinatura dos contratos de empréstimo ou da aquisição de cartões de crédito consignados. Observe com atenção!

1. Avalie se a contratação é realmente necessária

Na nova idade, a aposentadoria deve representar outros tempos e oportunidades singulares. Ou seja, o ideal é fazer um planejamento financeiro e manter um padrão de vida dentro do contexto de sua realidade social, a fim de evitar desgastes. Porém, caso aconteça algum imprevisto e você seja pego de surpresa, procure ter calma e avalie algumas alternativas para a solução.

Nessas circunstâncias, não veja o empréstimo financeiro como primeira opção. Examine se a contratação é realmente necessária e considere outras possibilidades. Se escolher esse recurso, tenha cuidado para não acumular mais de um empréstimo ao mesmo tempo.

2. Analise a taxa de juros e de encargos financeiros

Antes de se decidir pela contratação de um empréstimo, convém avaliar todos os riscos. Faça uma pesquisa de mercado e verifique as taxas de juros antes de assinar o contrato. Se ainda restar dúvidas, converse com o seu gerente, considere a opinião dele e veja qual a melhor opção no momento.

Não assine contratos financeiros sem analisar, com calma, as taxas de juros. Avalie minuciosamente os juros mensais, as taxas e encargos que serão somados em cada parcela. Às vezes, as instituições elaboram contratos com palavras difíceis de ser entendidas. Isso pode ser proposital para facilitar a adesão aos serviços sem a pessoa ficar ciente das implicações e responsabilidades descritas no documento de contratação.

3. Confira a credibilidade da instituição

Na hora de recorrer aos empréstimos financeiros, é fundamental pesquisar a credibilidade da instituição escolhida. Com a facilidade de acesso às informações, em questão de segundos você consegue obter dados sobre a qualificação da empresa e o nível de satisfação dos clientes com os produtos e serviços.

Igualmente importante é ter cuidado para não passar informações confidenciais e fazer negociação com instituições “fantasmas”. Elas podem captar seus dados e utilizá-los para aplicar golpes em outras pessoas. Desconfie de ofertas propostas por sites e aplicativos da Internet, sem loja física. Pesquise antes de fornecer qualquer tipo de informação pessoal, principalmente o número de seu benefício do INSS.

4. Considere o impacto do valor das parcelas no orçamento

Também é preciso ter cuidado para que as parcelas do empréstimo não comprometam uma grande parte da renda. Estipule um limite máximo que você poderá pagar mensalmente, sem que isso represente prejuízos ao seu planejamento financeiro e ao orçamento. Uma boa opção é cotar mais de uma instituição financeira, avaliar as condições e a possibilidade de parcelar em mais vezes com encargos menores.

5. Evite emprestar o nome para terceiros

Quem já atingiu a nova idade também pode ter que enfrentar outro problema: conviver com pessoas mal-intencionadas que se aproveitam de alguma fragilidade ou dependência dos idosos para obter vantagens financeiras.

Esteja bem atento a isso e evite emprestar seu nome para terceiros. Considere que se a pessoa não cumprir o compromisso, você terá problemas. Como o valor será automaticamente descontado do seu benefício, a não reposição desse dinheiro pode representar prejuízos e desgaste emocional.

Por que se aconselhar com alguém próximo antes de contratar o empréstimo?

Tudo o que você precisa saber para curtir a vida social na terceira idade

As dificuldades financeiras podem ser a oportunidade de melhorar o convívio familiar. Talvez seja o momento de escolher um parente de sua confiança para compartilhar a situação. Evite tomar empréstimo sozinho e escondido dos familiares. Mesmo em um momento de crise, essa pode não ser a melhor saída.

Se você precisa de ajuda financeira urgente, converse sobre a situação com pelo menos um amigo ou parente. Quem sabe você não encontra o apoio necessário para enfrentar esse momento tão delicado? Além do mais, se fizer isso sozinho, o risco de pessoas ou de instituições financeiras de má-fé explorarem você é ainda maior.

Portanto, a contratação de empréstimo financeiro exige bastante cuidado, sobretudo para as pessoas que já alcançaram a nova idade. Se você realmente precisar desses serviços, convém avaliar as condições contratuais e seguir as orientações mais importantes para resolver essa questão de modo seguro, sem desgaste emocional ou mal-estar.

Esperamos que essas dicas o ajude a lidar melhor com as dúvidas sobre empréstimo financeiro. Siga nossas redes sociais, estamos no Facebook, Instagram e Pinterest, e viva melhor a nova idade!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Você pode se interessar também:

  Desenvolvido por Ventron