Pesquisa

Tabagismo e alcoolismo: como reduzir esse consumo prejudicial durante o envelhecimento?

Tabagismo e alcoolismo: senhor da nova idade fumando cigarro branco
28/10/2019
3 minutos de leitura

Os efeitos do tabagismo e alcoolismo sobre a saúde não encontram restrições em determinada faixa etária da população. Assim como as campanhas de conscientização e a mídia apontam, esses hábitos são prejudiciais para quem os pratica, principalmente na nova idade.

Quer saber mais? Conheça, então, os principais fatores que levam a esse consumo e quais são os prejuízos na qualidade de vida. Veja, ainda, a relevância de superar esses vícios na nova idade para viver com saúde, tranquilidade e bem-estar. Acompanhe!

Confira alguns dados sobre tabagismo e alcoolismo na nova idade

Assim como o alcoolismo, o tabagismo também é um dos grandes fatores de risco para o desenvolvimento de câncer e de diversas enfermidades crônicas em pessoas com mais de 60 anos. Juntos, esses hábitos contribuem para alargar os índices de complicações no pulmão, no coração e no fígado.

Associadas ao alcoolismo, podemos citar a cirrose hepática e as complicações renais, enquanto o tabagismo eleva os riscos para enfermidades cerebrais e o câncer de boca, garganta e pulmão. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o percentual de fumantes na população brasileira é 22,1% entre os homens e de 13,3% nas mulheres.

Uma pesquisa do Ministério da Saúde (MS) em parceria com o INCA afirma que o consumo de cigarros e de derivados do tabaco causam um enorme prejuízo aos cofres públicos. Os valores ultrapassam a média de R$56,9 bilhões. Destes, R$39,4 bilhões são gastos com tratamentos médicos e R$17,5 bilhões se referem aos custos relacionados a incapacitações e redução da produtividade.

De acordo com o INCA, o câncer pulmonar é o 2º mais comum no Brasil. Só em 2015, sua forma grave foi diagnosticada em mais de 30 mil pessoas. No planeta, ele ocupa o primeiro lugar, não somente em números de casos como também nas taxas de morbidade.

Conheça 5 benefícios em reduzir o álcool e o fumo durante a nova idade

Tabagismo e alcoolismo: pessoa colocando bebida alcoólica em copo em um cenário escuro

Listamos alguns benefícios relacionados à diminuição do consumo de álcool e de tabaco durante essa fase da vida. Confira!

1. Melhora a saúde emocional

As questões relacionadas ao tabagismo e alcoolismo não se limitam apenas às questões físicas. Diante da interação entre corpo e mente, as pessoas que sustentam esses vícios também têm a sua estabilidade emocional afetada. Nesse contexto, buscar ajuda para superar esse problema é essencial à reabilitação do equilíbrio emocional.

2. Fortalece a função cardíaca

O alcoolismo e o fumo afetam diretamente as funções do aparelho cardiovascular. Por essa razão, é preciso priorizar um estilo de vida mais saudável, que inclua exercícios físicos, dieta equilibrada, além do consumo moderado de álcool e de tabaco. Na nova idade, quem evita esses vícios diminui bastante as chances de problemas do coração.

3. Reduz o risco de doenças crônicas

O consumo de bebidas alcoólicas acentua o risco para o desenvolvimento de diversos tipos de câncer. Assim como o tabaco, o alcoolismo também provoca câncer de orofaringe, laringe, estômago, esôfago, fígado, cólon e de reto. Mediante esses dados, é preciso refletir melhor sobre as condutas que resultam nesses prejuízos à saúde na nova idade.

4. Harmoniza as relações familiares

Muitas vezes, o tabagismo e alcoolismo geram grandes problemas de relacionamento. Assim, ao evitar o envolvimento com esses vícios, há mais possibilidade de manter a interação social e de harmonizar as relações familiares.

Veja como diminuir o tabagismo e o alcoolismo

Na nova idade, o hábito de consumir álcool e cigarro em excesso interfere diretamente na nutrição. Enquanto os elementos presentes no cigarro diminuem a defesa imunológica, o álcool tem o potencial de competir com os nutrientes ingeridos na alimentação.

Essa competição acontece desde a ingestão até a utilização dos nutrientes. Ou seja, quanto maior o teor de álcool na dieta, menor o aproveitamento nutricional dos alimentos. Exemplo clássico é que a maioria dos consumidores de álcool apresentam anemia crônica devido, entre outros fatores, a falhas na absorção do mineral ferro.

Tendo isso em vista, o caminho mais eficiente para reduzir o impacto do tabagismo e alcoolismo na nova idade é por meio da educação preventiva. Igualmente relevante é compartilhar informações sobre os prejuízos que esse consumo representa para a saúde das pessoas com mais de 60 anos.

Nesse contexto, listamos 5 passos para superar o vício em tabagismo e alcoolismo. Confira com atenção:

  1. procure ajuda profissional e faça uma terapia de controle sobre o vício;
  2. cuide da saúde emocional e se revista de sentimentos positivos que fortaleçam o seu interior;
  3. promova encontros e situações que possam restabelecer o contato com os familiares e amigos próximos;
  4. ocupe o tempo com algo útil e que faça você se sentir bem. Não permita que a ociosidade domine os seus pensamentos e traga desânimo;
  5. faça atividade física, visite parques e museus, curta a natureza, viaje, explore diferentes lugares e conheça novas pessoas.

Entenda a importância de mudar o estilo de vida na nova idade

As alterações na pirâmide etária da população brasileira sugerem a carência da superação dos principais desafios sociais e econômicos impostos por essa nova realidade populacional. A relação entre o estilo de vida e a prevalência de enfermidades reforça a necessidade de priorizar ações que promovam um envelhecimento mais ativo e saudável.

Sem dúvida, a manutenção dos vícios contribui bastante para maximizar problemas de saúde nesse grupo. Entretanto, para mudar o estilo de vida, é necessário uma transformação e a adequação a novos hábitos.

Um dos passos fundamentais é resgatar o equilíbrio psicológico para ter força, coragem e entusiasmo para conseguir trabalhar essa questão internamente. É possível, sim, superar o vício e amenizar os efeitos dessas substâncias no organismo para viver de modo mais seguro.

Porém, é necessário buscar ajuda profissional para alcançar essa mudança do estilo de vida na nova idade. Uma alternativa é substituir o tabagismo e alcoolismo por opções mais saudáveis como a prática de esportes e o envolvimento com a sociedade. Tais medidas podem trazer excelentes benefícios à saúde e, assim, possibilitar o bem-estar e a recuperação da qualidade de vida.

Quer receber mais conteúdos como este diretamente em seu e-mail? Então, não perca tempo: assine a nossa newsletter agora mesmo!

Powered by Rock Convert

Você pode se interessar também:

  Desenvolvido por Ventron