Pesquisa

Qual a importância do sono para a qualidade de vida e como melhorá-lo?

sono e qualidade de vida
22/04/2020
1 minuto de leitura

Você sabia que o sono e a qualidade de vida andam lado a lado em todas as idades? É sempre importante conhecer as especificidades do sono de cada pessoa para garantir noites bem-dormidas. Afinal, seu corpo e sua mente precisam delas.

Assim, podemos nos perguntar: qual é a relação entre o sono e a saúde das pessoas na nova idade? É verdade que os idosos dormem pouco? Por que isso acontece? Se você quer encontrar as respostas desses questionamentos, é só continuar a leitura.

Vamos falar um pouco mais sobre a importância da qualidade do sono, comentar algumas particularidades da nova idade e dar dicas de como dormir melhor.

Qual a importância de dormir bem na nova idade?

O sono é importante em qualquer fase da vida. Durante os períodos etários, as necessidades das pessoas podem ser bem diferentes. Não é segredo para ninguém que bebês dormem muito, por exemplo.

A qualidade desse sono é fundamental para o desenvolvimento dos recém-nascidos. Quando a criança cresce um pouco — por volta dos 2 ou 3 anos — as sonecas durante o dia diminuem bastante e chegam até a sumir. Na adolescência, é comum voltar a dormir mais.

Na vida adulta e durante a nova idade o sono também tem suas características próprias, mas não perde a importância. Dormir bem é um cuidado indispensável à saúde. Esse hábito mantém o corpo funcionando da melhor forma e gera longevidade.

Que funções uma boa noite de sono cumpre na saúde do seu organismo? Na verdade, são diversas. Durante o sono, o corpo descansa, relaxa os músculos, sintetiza e libera hormônios importantes, organiza as condições para absorção de vitaminas, regula o humor e muito mais.

Em resumo, funções vitais dos órgãos precisam do sono de qualidade para serem reguladas. Com outros hábitos saudáveis, como boa alimentação, prática de exercícios físicos e socialização, ele gera mais saúde e bem-estar para aproveitar a vida.

Afinal, quem não se sente mais disposto e bem-humorado depois de uma ótima noite de sono? E quem não enfrenta efeitos negativos quando dorme mal? Ter insônia, acordar algumas vezes durante a noite ou não relaxar o suficiente deixam o seu dia bastante difícil.

Por que é comum ter problemas com o sono?

Não há dúvidas de que sono e qualidade de vida estão relacionados. Dormir bem protege as funções cognitivas (especialmente a memória), fortalece a imunidade e ajuda a prevenir doenças. Mas quais são as recomendações de sono na nova idade? Muda alguma coisa?

Em geral, a sugestão de dormir de 6 a 8 horas por noite se mantém. Entretanto, é preciso ficar atento a outros sinais que podem surgir nessa fase da vida. Primeiramente, o ritmo de sono de cada pessoa pode ser diferente. Então, além das horas, verifique o seu nível de disposição pela manhã.

Se dormir 6 horas já deixa você revigorado, podem não existir sinais de preocupação com a saúde. Do contrário, se independentemente das horas de sono você não consegue se sentir realmente descansado, talvez a noite não esteja tendo a qualidade necessária.

Na nova idade, é comum que o sono não se mantenha tão pesado quanto antes. Ou seja, as pessoas podem dormir de modo mais leve, sendo mais fácil despertar por conta de algum barulho ou iluminação diferente. As idas ao banheiro durante a noite também podem ser mais comuns.

Além disso, é provável que o idoso demore mais para pegar no sono. Embora mudanças como essas sejam esperadas na nova idade e nem sempre comprometem sua qualidade de vida, é válido ficar atento às questões mais complexas — como a insônia.

Algumas condições específicas de saúde (doenças respiratórias, por exemplo), assim como o uso de determinados medicamentos, podem afetar a qualidade do sono. Por isso, é essencial buscar orientação médica quando necessário.

Como melhorar a qualidade do seu sono?

sono e qualidade de vida

Como você viu, existem alguns pontos de atenção para quem está vivendo a nova idade. A qualidade das suas noites não deve ser deixada de lado. Além de fazer uma avaliação médica para checar distúrbios do sono, algumas dicas do dia a dia também podem ajudar. Confira!

Cuide da alimentação

Algo que também tem ligação direta com o sono e a qualidade de vida é a sua forma de se alimentar. Hábitos menos saudáveis nas refeições atrapalham a rotina de sono, fazendo com que as noites não sejam tão reparadoras quanto poderiam.

Então, como dormir melhor e se sentir mais disposto pela manhã? Uma dica é se alimentar bem de forma geral, durante todo o dia. Lembre-se de que isso não ajuda apenas no sono, mas nos mais diversos aspectos da saúde.

Uma orientação específica é ter cuidado especial no jantar. Dê preferência por consumir alimentos leves, para que a digestão não fique difícil à noite. Além disso, procure evitar chá, café ou outras bebidas estimulantes depois do fim de tarde.

Evite usar dispositivos eletrônicos antes de dormir

A tecnologia tem mudado bastante a nossa rotina e uma das consequências é prejudicar nosso sono. Isso porque os aparelhos eletrônicos, como celulares, têm um tipo de luz que desperta o cérebro. Assim, utilizá-los imediatamente antes de dormir atrasa a chegada do sono.

Se você gosta de realizar alguma atividade à noite, experimente ler um livro ou fazer outras coisas que não causem agitação. Com isso, provavelmente ficará mais fácil pegar no sono e dormir com qualidade.

Tenha uma rotina à noite

Você já ouviu falar na higiene do sono? Ela representa alguns hábitos que ajudam a estabelecer uma rotina à noite e facilitar o ato de dormir. Um exemplo é o cuidado do ambiente. Ou seja, dormir em um local confortável, sem barulho nem luzes.

Ter um horário fixo para ir para cama e acordar é mais uma prática que ajuda a regular o corpo à noite. E um pequeno ritual de relaxamento ou meditação também é útil para melhorar a saúde mental e se preparar para dormir.

Pratique atividade física

Por fim, temos uma dica extra. A prática de atividade física tem tudo a ver com a qualidade do seu sono. Pense bem: nós dormimos para recuperar o corpo, certo? Logo, realizar exercícios durante o dia aumenta a demanda por uma noite de qualidade.

Ficar sedentário pode prejudicar a chegada do sono. Pensando nisso, a orientação é buscar práticas que divirtam você e movimentem seu corpo na nova idade. Pode ser dança, caminhada, hidroginástica ou qualquer exercício que goste e que não descumpra orientações médicas.

Viu como o sono e a qualidade de vida são fundamentais na nova idade? Para continuar vivendo feliz e cheio de energia, vale a pena se cuidar da melhor forma. Desenvolva hábitos saudáveis durante o dia e aumente suas chances de dormir melhor!

E então, estas informações ajudaram você? Compartilhe o conteúdo com seus amigos nas redes sociais!

Powered by Rock Convert

Você pode se interessar também:

  Desenvolvido por Ventron